Prefeitura Municipal de Tijucas

(48) 3263-8100

Exposição do Projeto Tamar traz réplicas de tartarugas marinhas ao Casarão Galloti

12/09/2019 12:38

Na próxima terça-feira, dia 17 de setembro, o Centro Nacional de Pesquisa e Conservação das Tartarugas Marinhas e Biodiversidade Marinha do Leste (Centro Tamar), do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), realiza uma exposição de réplicas de tartarugas marinhas no Casarão Gallotti.

A ação tem como objetivo divulgar as ações que o Tamar realiza, juntamente com os seus parceiros, em defesa da conservação das tartarugas marinhas, bem como explicar o efeito do lixo para os animais marinhos. A exposição traz réplicas em tamanho natural e apresentação de vídeos com solturas de animais.

O evento está sendo organizado pela Administração Municipal, através das Secretarias de Educação, Agricultura, Pesca e Meio Ambiente, sob os cuidados de Victor Bruno Prudente (Educador Ambiental de Tijucas) e Letícia Tommasi (Engenheira Ambiental e Sanitarista do Samae de Tijucas).

"O evento vem de encontro com os trabalhos que já estão sendo desenvolvidos nas escolas e no município como um todo. Nosso objetivo é potencializar a reflexão e a conscientização da população. A ação deve servir de estímulo para a mudança de hábitos e mostrar o grande impacto ambiental que o lixo vem causando aos nossos oceanos, afetando diretamente a fauna brasileira", explica o professor Victor Bruno Prudente.

O Projeto Tamar foi criado em 1980 e hoje é reconhecido internacionalmente como uma das mais bem-sucedidas experiências de conservação marinha. Desde 2001, o projeto vem desenvolvendo o Programa Nacional para a Redução da Captura Incidental de Tartarugas Marinhas, que estuda medidas para diminuir o impacto das pescarias sobre esses animais ameaçados de extinção.
Uma das medidas mitigadoras desenvolvidas é a substituição dos anzóis comuns tipo J pelos anzóis circulares, que agridem menos as tartarugas. Eles reduzem a captura em cerca de 60% e aumentam as chances de sobrevivência pós-captura.

“O nosso foco neste evento é mostrar o efeito do lixo para os animais marinhos, o ICMBio estará no local para dar explicações sobre o tema. A nossa intenção é explicar o que fazer quando os pescadores capturarem tartarugas nas redes durante o trabalho. O ICMBio dá todo o suporte para fazer a soltura, eles vão ensinar como soltar da rede sem machucar o animal, dizer qual o melhor ponto da praia para soltar. Porque não pode ser feito em qualquer lugar, depende das correntes”, explica a engenheira ambiental e sanitarista, Letícia Tommasi.

Que: Exposição do Projeto Tamar
Quando: 17 de setembro, das 9h às 16h
Onde: Casarão Gallotti
Público: Aberto à toda população de forma gratuíta

Texto: Patrícia Ferreira | Arte: Projeto Tamar

© 2019. Prefeitura Municipal de Tijucas
- Santa Catarina - Brasil