Projeto Campo Limpo recolhe mais de cinco mil embalagens de agrotóxicos usadas

06/07/2018 12:28

A Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Meio Ambiente realizou, durante esta semana, o recolhimento de embalagens de agrotóxicos usadas pelos produtores rurais do município. Esta é uma ação do Projeto Campo Limpo, idealizado pelo Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA) e realizado por 14 municípios da Grande Florianópolis.

Em Tijucas o recolhimento foi feito diretamente com os produtores rurais em suas propriedades. Foram cerca de 50 produtores visitados nas localidades do Timbé, Itinga, Nova Descoberta, Morretes, Terra Nova, Campo Novo e Oliveira. Ao todo, foram coletadas mais de 5200 embalagens de agrotóxicos usados entre os dias 02 e 05 de julho.

Para fazer o recolhimento do material, a equipe passou por treinamento e utilizou EPIs (Equipamento de Proteção Individual) específicos, fornecidos pelo IMA. Todo o material foi acondicionado em bags também cedidos pelo órgão ambiental do estado e vai ser destinado para a Indústria Nacional de Embalagens Vazias, em São Paulo, onde passará por um processo de reciclagem ou incineração.

Em Tijucas o projeto foi desenvolvido pela Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Meio Ambiente com apoio da Secretaria Municipal de Obras, EPAGRI, CIDASC, Polícia Ambiental, Comitê Tijucas Biguaçu, Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Tijucas e Agro Steil.

O Projeto Campo Limpo tem a finalidade de promover a conscientização de empresários, agricultores e população em geral sobre a importância do recolhimento e destinação adequados para as embalagens de agrotóxicos. “Este produto contamina de forma significativa o solo, por isso a importância desta iniciativa que busca não apenas recolher, mas também alertar sobre a destinação correta”, ressalta o presidente do IMA, Alexandre Waltrick Rates.

“Fizemos reuniões com os produtores, explicamos a importância do projeto, e eles aderiram muito bem à campanha. Consideramos que o resultado foi muito bom. Assim estamos evitando riscos de que estes resíduos poluam o meio ambiente”, analisa o Secretário de Agricultura José Leal Silva Junior.

Texto e fotos: Thiago Furtado (Estagiário da Diretoria de Comunicação).